Categoria

Planos de Saúde

Categoria

Lê-se em 5 minutos

 

China. 500 a.C.

Um experiente general, de seu nome Sun Tzu, ao serviço do seu rei, no fim de mais uma batalha ganha, olha para o seu exército, provavelmente muito semelhante ao que podemos observar pelos exemplares de terracota que hoje admiramos e começa a escrever um livro que mudaria a forma como ainda hoje olhamos para a guerra. Não seria fácil a escrita em papiro, mas a sua vontade e resiliência, permitiu que a sua sabedoria e experiência se tornassem no seu maior legado que viria a tornar-se uma fonte de inspiração para militares e imagine-se para milhares de pessoas e empresas que veem nesta obra uma fonte de ensinamentos de estratégia para a guerra, seja ela militar ou comercial.

Por exemplo, a sua leitura tornou-se obrigatória para os militares chineses para passar nos exames necessários para nomeação imperial a posições militares e mais recentemente, nos Estados Unidos, após a guerra Vietnam, todos os oficiais eram obrigados a fazer uma apresentação sobre esta obra (in Wikipédia).

Mas o que tem afinal “A Arte da Guerra”(1) de tão importante e que levou já milhões de pessoas a lê-lo e a seguir os seus ensinamentos?

A resposta está na própria capa do livro: “Mais de 2.000 anos de estratégia aplicados à empresa”.

O seu investimento na leitura deste post é de 8 minutos

 

Não me admiro se for vilipendiado só pela blasfémia de dizer que o SNS é uma Torre de Babel; ou que haja gente a perguntar-se, “quem é este gajo para estar aqui a escrever isto”. Não pensem no contexto bíblico da referida torre, mas no que quer dizer. Babel significa confusão em hebraico e claramente a alusão a este monumento pressupõe a existência de uma dificuldade de compreensão, onde todos falam, mas ninguém se entende, porque de repente todos falam dialectos diferentes.
Ousar dizer isto do SNS, nesta altura? Mas porquê Babel?

Pin It