Market Access Portugal

Onde começa e onde acaba?

Lê-se em 7 minutos   – “Olha lá vêm os pracistas!” – comenta em voz alta uma senhora na sala de espera do Centro de Saúde. – “Quem?” – pergunta um senhor levado “à força” pela mulher ao médico. – “Os homens da pasta, os vendedores de remédios” – ouve-se no burburinho entre os vários …

Continue a ler

Lê-se em 5 minutos   Há precisamente 1 mês, no passado dia 6 de Janeiro, o governo publicou em Diário da República o DL 5/2017 que, entre outros, no Artigo 9º, alínea 3 diz: “As ações de natureza científica ou outras a realizar (…) em estabelecimentos e serviços do SNS (…) não podem possuir carácter …

Continue a ler

Lê-se em 5 minutos Um DIM (A) visita um médico num hospital. Durante a visita o médico diz ao DIM estar a organizar uma reunião científica que vai juntar o serviço e os médicos de família da área de influência do hospital e solicita-lhe apoio para a elaboração da mesma. No final da visita o …

Continue a ler

Lê-se em 5 minutos 63 milhões de euros. Nada mau este jackpot! Na verdade foram 63 175 567,73 €. Foi este o valor que a Indústria Farmacêutica (IF) declarou no ano de 2015, no site do Infarmed, no âmbito das Comunicações de Transparência e Publicidade (do medicamento). Haverá com certeza uma certa curiosidade em saber …

Continue a ler

Lê-se nos minutos que puder investir Pronto. Vão cair-me em cima todos os especialistas da matéria, com base nos títulos académicos e da experiência no sector e, mesmo não sendo pessoas de fé, vão acusar-me de blasfémia e sacrilégio contra o Deus, o tal de Marketing, que decerto não nasceu digital. Em Portugal, somos pouco …

Continue a ler

Lê-se em 5 minutos   China. 500 a.C. Um experiente general, de seu nome Sun Tzu, ao serviço do seu rei, no fim de mais uma batalha ganha, olha para o seu exército, provavelmente muito semelhante ao que podemos observar pelos exemplares de terracota que hoje admiramos e começa a escrever um livro que mudaria a …

Continue a ler

Lê-se em 10 minutos   A semana passada encontrei o “Manel”. Depois dos habituais cumprimentos à 2 ”gajos” do Norte, onde em 5 palavras saem outras tantas menos próprias, seguiram-se as habituais perguntas de como vai a família e a vida profissional; pusemos em dia as “fofoquices” e relembramos histórias antigas que não se podem …

Continue a ler