Categoria

Desperdício

Categoria

Lê-se em 7 minutos

 

Lisboa, Novembro de 2015

Como habitualmente a sala estava preparada e as pessoas que chegavam cumprimentavam-se, trocavam breves impressões, apresentavam novas caras e apreciavam o panorama; como se costuma dizer “iam ver e ser vistas”.

Há alguns anos que é assim! Será que não é sempre assim…?

No meio da “multidão”, duas pessoas em particular sentam-se lado a lado. António e Inês eram colegas há alguns anos na mesma empresa, mas sempre em departamentos diferentes. António ligado ao marketing, Inês às vendas. Muitas diferenças os separavam, mas estavam ali com um objectivo em comum: perceber como os dados que iam ouvir se podiam traduzir numa estratégia para a venda do seu produto.

O seu investimento na leitura deste post é de 6 minutos

Vamos Meter Água na Saúde

Sim, meter água na saúde é exactamente o que queremos dizer.
Não podemos esquecer que “Os primeiros nove meses de 2015 foram os mais quentes alguma vez registados no planeta e Setembro foi mesmo o mais quente dos 1.629 meses registados, anunciou esta quarta-feira a Administração Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos (NOAA). (in Observador, 21 Outubro 2015). Quando estas alterações climáticas surgem, a água escasseia e torna-se o bem mais precioso e até nalgumas partes do mundo vale mais do que ouro, vale até a Vida.
Meter água na saúde não é propriamente fazer asneira ou fazer qualquer coisa de errado. Se água é vida, meter água na saúde é dar mais vida à Saúde. E em tempos de seca, imaginem a falta que a água faz.

Pin It